Intertotal

No segundo seminário da manhã, ainda focado em redes sociais, tivemos a apresentação de marcas que estão no social, buscando gerar engajamento e as web celebrities que geram engajamento espontâneo através de várias temáticas.

Seminário 3. O desafio de fazer

Clarissa Pantoja, gerente nacional de plataforma jovem da Skol

Luis Cassio de Oliveira, diretor executivo de marketing da Visa do Brasil


Florence Scappini, diretora de marketing da GOL

Quero convidar vocês para tomar uma cerveja. Sim, vamos tomar uma cerveja. Estou chamando vocês porque cerveja é um tipo de bebida que se toma com amigos. Simplesmente não há, conceitualmente, muita individualização no consumo de cerveja. Parece-me que fica melhor com amigos. É exatamente este o raciocínio apresentado pela gerente de marketing da Skol, Clarissa Pantoja. A Skol não utiliza o social media como estratégia. Ela entende que isso já pertence à essência da própria marca. A Skol está lá porque os amigos da marca estão lá. Simples assim. Mas claro que, por trás desse discurso descolado, há um megatrabalho de planejamento estratégico. Isso é só reflexo.

No caso do VISA, a definição do gerente de marketing foi bem ortodoxa. “Não sei definir o que é social media, estamos aprendendo”. É exatamente isso que você pode ver na própria fanpage da marca no Facebook, eles estão aprendendo e é nítida a evolução do comportamento da marca. Chamo atenção para esta fala, porque ela assume algo como “não sabemos o que é, nem como tratar”, mas estamos abertos a aprender e evoluir. Boa parte dos publicitários sonha com um posicionamento assim dos seus clientes.

A VOEGOL mostrou também parte do seu posicionamento em relação à rede social. Comprar passagens pelo Facebook, a ideia de deixar com que o cliente escolha ao lado de quem ele quer sentar e outras interações já fazem parte da estratégia de marketing da GOL. No discurso do marketing deles, é possível perceber um conceito bem claro, a revolução do comportamento das pessoas está aí e precisamos aproveitar para converter esses esforços em vendas.

O mais desafiador de todas as apresentações das marcas foi o caso do Vanish. Como gerar engajamento e diálogo para um produto de limpeza? Eles responderam com uma estratégia bem comum na propaganda brasileira, só que voltado para as mulheres. Não preciso me estender muito no caso do Vanish, a campanha é clara, o conceito é objetivo e gerou muito engajamento. A grande pergunta é: esse modelo é sustentável? Afinal, a propaganda o usa há pelo menos 60 anos. Confira a campanha.

Seminário 4. O desafio de fazer

 O desafio de aparecer

PC Siqueira, VJ da MTV, gamemaníaco e o cara do MAISPOXAVIDA

Deive e Alexandre, fundadores do Jovem Nerd

Maurício Cid, Não Salvo

Moderação: Bia Granja, diretora da youPix

Não menos importante, o debate entre os geradores de conteúdo na Internet foi, como esperado, o bate-papo mais descontraído da manhã. Todos são figuras muito engraçadas e simpáticas. Porém, não perdendo o foco da nossa resenha, o maior desafio para eles, pelo que pude perceber, é a relação um pouco conturbada com as agências que fazem campanhas e querem envolvê-los. De acordo com Maurício Cid (naosalvo.com), as agências querem desenvolver scripts para que eles sigam, ou seja, elas entendem que eles devem ser apenas porta-vozes da comunicação, esquecem que eles estão onde estão justamente devido ao seu modo particular de levar informação, produzir conteúdo etc. Ficou claro que em muitos momentos geradores de conteúdo e agências andam por caminhos muito opostos. Como publicitário, creio que este deve ser um dos maiores gargalos na produção para o “social”, afinal sempre queremos produzir de uma maneira que tente garantir mais rentabilidade ou potencializar cada vez mais os índices de conversão etc. A grande sacada da palestra deles é: use as web celebrities do jeito como elas são, é isso que faz conquistar público e manter, não se pode alterar a essência deles. Um outro tema recorrente foi a relação quantidade de page views x likes x engajamento de fato. Destaco principalmente o blog JovemNerd, eles têm um número relativamente baixo de users comparado ao naosalvo.com.br, mas o público do JovemNerd é extremamente engajado e consegue dar resultados incríveis à página.

As duas temáticas abordam questões muito comuns ao mercado de Pernambuco, posicionar as marcas no universo “social” e gerar o engajamento necessário através das ferramentas que estão à nossa disposição. Esse é um desafio que está no nível “hard” para agências e clientes e com solução de longo prazo.IMG_5096

Hélder França. Diretor de Planejamento da Intertotal, direto do Proxxima, em São Paulo.

8 de maio de 2013

Proxxima 2013 – Acompanhe a segunda parte dos seminários desta manhã

No segundo seminário da manhã, ainda focado em redes sociais, tivemos a apresentação de marcas que estão no social, buscando gerar engajamento e as web celebrities […]
8 de maio de 2013

ProXXIma 2013 – Confira como foram as primeiras palestras do dia

Vivemos a era (entenda-se era como o momento) do compartilhar. Por isso, vou dar um share no que estamos vendo e discutindo no maior evento de […]
6 de maio de 2013

A história da LEGO

Segunda-feira é dia de se inspirar em boas histórias. E hoje vamos apresentar a vocês como um carpinteiro de muito talento, coragem e ousadia; chamado Ole […]
3 de maio de 2013

Remix da triologia do Homem de Ferro

Histórias em quadrinhos são muito legais e quando elas se transformam em filme, fica mais legal ainda. Deve ter sido essa emoção da ação, não apenas […]